Review: RUSH

Nem faz muito tempo desde que a Two Tribes liberou Toki Tori, aquele puzzle game de plataforma super divertido, que inclusive pode ser adquirido no Steam aqui por apenas $5 dólares.

Ao que tudo indica, a Two Tribes deseja alimentar ainda mais os amantes do gênero “puzzle” com a liberação do seu novo puzzle game RUSH, um game no qual o jogador deve determinar percursos para que cubos possam ser direcionados até pontos de saída específicos de cada nível para serem absorvidos.

Inteiramente baseado em um sistema de controle do tipo “arraste e solte”, é com estes argumentos que você vai poder determinar percursos para que os cubos possam ser direcionados ao seu ponto de saída de cada nível. Os cubos, disponíveis em várias cores, devem receber unicamente uma elaboração distinta de percurso para que esta, dependendo da cor em questão, faça um percurso diferente e parcialmente elaborado com base na sua cor e percursos dos restantes cubos que também devem receber uma elaboração parcial.

O controle “arraste e solte” deve-se aos itens de direções, estes itens de direções são adicionados em casas quadradas que mais convém com uma direção para que os cubos possam seguir, mas isto dependendo do seu modo de raciocínio na procura pela a solução.

Em cada nível você começa com uma quantidade definida de itens de direção e quantas utilizações serão permitidas para tal item conforme aquilo que o nível requer do jogador para ele chegar em uma solução. Dentre os  itens de direção disponíveis em cada nível, estes terão efeitos diferentes dependendo da sua classificação de ação para os cubos, variando de setas para esquerda, direita, cima e baixo cujas ações serão para estas direções, até outros itens de direções mais complexos.

Os níveis do game, todos feitos com blocos quadrados pálidos que representam um conceito de formas inusitadas, mantém-se diante uma atmosfera de outros blocos em meio à gravidade, que aliás, devido esta gravidade o jogador pode movimentar a câmera do jogo em diversos ângulos de visão magníficos.

Mais de 70 níveis jogáveis estão classificados em classes de dificuldades, começando pelos os níveis bem básicos de tutorial até os níveis mais sérios que estão entre as classes de dificuldade fácil, médio e difícil.

Gráficos interessantes, pois aprofundam-se em cores fortes e simples, dispõem de uma boa  iluminação e efeitos proporcionados pela a alta utilização do brilho, que mesmo sendo muito fiel ao game, para alguns ainda pode tornar-se um incomodo e comprometer um pouco a atenção do jogador, mas em si, ainda é um pequeno detalhe para se levar em consideração. Já os sons e efeitos sonoros, estes são agradáveis e compactuais com o game.

RUSH é repleto por puzzles muito inteligentes, estes funcionam perfeitamente com a ideia de estabelecer percursos para cubos provida pelo o game e divertem o jogador como se deve, e além do mais… é um game da Two Tribes (😛 ). Há… ele também custa apenas $5 dólares no Steam. Mais alguma coisa!?

Brincadeiras à parte, se você procura um bom puzzle game por um bom preço, RUSH é uma excelente escolha.

[COMPRE O GAME]

COMPRE RUSH NO STEAM PARA PC POR $4.99 (em USD)

Um comentário em “Review: RUSH”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s