Primeiro trailer do filme “Indie Game: The Movie” é liberado!

O filme Indie Game: The Movie produzido por James Swirsky e Lisanne Pajot da BlinkWorks Media, cujo contexto é voltado inteiramente aos indie games, recentemente teve seu primeiro trailer oficial liberado, que inclusive conta com a participação de desenvolvedores como Edmund McMillen (Super Meat Boy), Phil Fish (Fez) e Jonathan Blow (Braid) em alguns rápidos trechos em que estes apresentam um pouco da incrível (e até emocionante) trajetória envolvida no desenvolvimento de indie games.

Atualmente ainda não existe uma data definida de lançamento, mas é certo que o mesmo aconteça ainda esse ano em alguma data indefinida entre os primeiros meses de outono do hemisfério norte, principalmente porque segundo a BlinkWorks Media a produção do filme deve ser encerrada ainda em agosto. Como alguns detalhes técnicos de produção que envolvem áudio, cores e masterização precisam de investimentos maiores para tornar dessa produção a melhor possível, foi aberto no Kickstarter uma nova campanha de arrecadamento de fundos estipulada em uma meta de $35 mil dólares destinados aos mencionados detalhes técnicos, portanto, caso seja de seu interessa ajudar na conclusão dessa produção, aqui é o caminho.

Lembrando que já é possível garantir em pré-venda cópias do filme em versões físicas e digitais atravez do site oficial do filme (AQUI), ou até mesmo com uma doação no Kickstarter (AQUI), contato que você siga os requisitos lá informados.

[MAIS INFORMAÇÕES]

The Humble Indie Bundle está de volta com novos games!


O mais aclamado pacote de indie games no melhor estilo “pague o quanto você quiser por este” está de volta! Totalmente renovado e recheado com novos cinco incríveis indie game.

The Humble Indie Bundle 2 é a tão aguardada continuação do The Humble Indie Bundle, o humilde pacote indie que nos proporcionou a inesquecível possibilidade de comprar os indie games World of Goo, Aquaria, Gish, Lugaru HD e Penumbra por qualquer preço.

Desta vez os cinco indie games inclusos tratam-se de Braid, Cortex Command, Machinarium, Osmos e Revenge of the Titans. Disponível agora em humblebundle.com, o The Humble Indie Bundle 2  estará aberto para compras durante os próxmos sete dias e o esquema de compra é o mesmo do anterior, inclusive ainda é possível decide à quem destinar o dinheiro assim como antes; apenas caridade, apenas desenvolvedor ou costumizado, você decide.

Boas compras!

Um brilhante puzzle game de plataforma a caminho?

O mercado de games indie cada vez mais vem se expandindo, e junto a ele os vários gêneros de games, estes os que as grandes desenvolvedoras deixam apenas na memória dos saudosistas. Puzzle games de plataforma, talvez o gênero mais visto nos últimos anos, e também o que nos proporcionou experiências jogáveis surpreendente como por exemplo o game de Jonathan Blow, o Braid. Braid, um dos puzzle games de plataforma mais brilhante já criado por um desenvolvedor indie, tornou-se algo tão além de um game que é difícil dizer realmente quando poderemos ver grandes games cujo gênero específico foi bem explorado aos sentidos únicos de um puzzle game de plataforma.

Hoje, quando li o Indie Game Links do IndieGames.com e acessei um link do mesmo, me empolguei bastante com um post sobre um puzzle game de plataforma em desenvolvimento lá no site Bytejacker. O post, que obviamente referia-se a um novo game, me chamou muito a atenção pelo o game citado, que aliás, arisco dizer ser um dos puzzle game de plataforma mais brilhante que eu vir este ano. Para alguns e inclusive para mim mesmo, a possibilidade de tudo isto que estou falando ser apenas uma falha de empolgação da minha parte é inevitável, mais este game, mesmo ainda em desenvolvimento, possui uma mecânica incrível e qualidade perceptível para qualquer amante de puzzle games. O game, sem nome definido por hora, trata-se de uma aposta nova dentro de um nicho afastado de expectativas, e… sério! Eu não sei se eu pessoalmente posso descrever este game, mais segundo o post no Bytejacker — este é um game onde você controla dois do mesmo personagem em algo como dois mundos diferente ao mesmo tempo, isto é bem confuso, os vídeos abaixo são essenciais para uma compreensão mais profunda, confira-os:

Impressionante, não? O cérebro por traz deste game chama-se Michael Fruendt e ele vem desenvolvendo-o ao lado de Chevy Ray Johnston, isto com o auxílio da actionscript do próprio Johnston, o FlashPunk, já os níveis, estes estão sendo criados com o Ogmo Editor do Matt Thorson (aliás, eu não preciso dizer que esse game é em flash, certo?).

Infelizmente ainda não foi divulgado muita coisa sobre o game, mais que o game de Michael Fruendt aparentemente é brilhante, isso é! E eu acredito nele. 😀